Poeta recomenda visita ao parque no Alto Leblon a todos os namorados

Até o apagar do século XIX, a região de matas à vertente do decantado rochedo no final do bairro servira a pastos e lavouras. Somente nos anos 1930, a área, que abrigou também um quilombo, foi loteada para ocupação urbana, advindo a construção de casas e edifícios. Surgia, assim, o hoje chamado Alto Leblon. Ali, em 1992 – num terreno que coube à prefeitura – foi aberto o Parque Natural Municipal Penhasco Dois Irmãos. Quem recomenda enfaticamente a apreciação dessa joia rara, uma área de preservação ambiental de quase 40 hectares? O imortal poeta e escritor Geraldo Carneiro.

“É só subir pela Rua Aperana, serpenteando pelas curvas fechadas do Sétimo Céu, até chegar a uma visão paradisíaca da Zona Sul. Que só se compara à do Rio visto do mar, a certa distância da Praia Vermelha; e da Zona Norte, Maracanã e Quinta da Boa Vista, admirados do alto do Morro da Mangueira”, ensina o sexto ocupante da Cadeira 24 da Academia Brasileira de Letras (ABL), desde 2016.

Todo esse horizonte louvado por Geraldinho – abarcando as praias do Leblon, Ipanema e São Conrado, a Lagoa Rodrigo de Freitas, o Jardim Botânico e o Corcovado – se desvenda a partir dos deques de madeira de quatro mirantes, todos com estacionamento para carros (os mais condicionados fisicamente podem cumprir o circuito a pé). Há áreas próprias a piqueniques, campo de futebol, parquinho infantil, um pequeno anfiteatro e esculturas, a exemplo das peças em aço assinadas por Oscar Niemeyer.

Um pequeno anfiteatro e o memorial em homenagem às vítimas do acidente relativo ao voo 447 da Air France, em 2009, marcam o segundo mirante, com vista para as Ilhas Cagarras e o morro do Vidigal. No terceiro e amplo belvedere, está a sede do Parque, com um belo jardim, circundado por palmeiras, e um laguinho enfeitado pelas vitórias-régias – além de toaletes e bebedouros.

Ao longo das trilhas, revela-se a graça das espécies botânicas, como bromélias, antúrios-das-pedras, orquídeas-das-pedreiras e velózias-brancas, entre borboletas-azuis, esquilos, micos-estrela e uma variedade de pássaros. O percurso de 1,5 quilômetro de extensão que leva ao sopé do Irmão Menor, integrante do conjunto do morro, apresenta grau de dificuldade leve, com pontos de subida de curta distância. A permissão do uso de bikes se circunscreve aos caminhos pavimentados.

Em 2011, a unidade recebeu painéis de captação de luz solar e um banco de baterias capaz de conservar a energia por três dias, tornando-se autossuficiente. “Já fui ao Parque para fazer piquenique com um de meus filhos. Antes da existência dele, frequentei algumas vezes um quiosque lá em cima, para namorar. É um lugar imperdível para todos os namorados em visita ao Rio.” Um toque de letra do poeta.

Parque Natural Municipal Penhasco Dois Irmãos
Rua Aperana, s/n – Leblon