Festa aos sábados congraça a comunidade lusa e agregados no Cadeg

Todo dia é dia de crocantes bolinhos de bacalhau. Mas aos sábados a coisa pega fogo no Cantinho das Concertinas, numa das ruelas do mercado municipal Cadeg. As mesinhas espalhadas pelo amplo corredor se enchem de copos de vinhos e garrafas de cerveja, como a Super Bock, provenientes da terrinha. São o cenário perfeito para assistir às apresentações de música ao vivo, embaladas pelo som dos instrumentos típicos portugueses (semelhantes a acordeons), que nomeiam a casa.

A comunidade lusa e os agregados vindos de todos os cantos se divertem a valer no baile ao ar livre, com direito a palco e cantoria, entre 13h e 17h. A festa começou em 1990, quando o proprietário, Carlos Cadavez, sentiu falta de um espaço para confraternização dos conterrâneos. De lá para cá, o restaurante – enfeitado por bandeiras, lenços, painéis e outras peças decorativas portuguesas – perdeu a conta de quantos clientes fidelíssimos angariou ao longo dos anos.

Para abrir os trabalhos, sardinhas assadas (acompanhadas de cebola, batata e farofa) e febras (filés de pernil de porco temperados em vinhas d’alho). Depois, a substanciosa posta de bacalhau na brasa (com batatas, couve, cebola, azeitonas e bastante azeite), escoltados por taças de Casal Garcia, Esporão ou Chaminé, vinhos lusitanos. Na saída, doces e pães artesanais para saborear em casa.

 

Cantinho das Concertinas
Rua Capitão Félix, 110, Rua 16, loja 11