Cafezinho, bolinho e picadinho com sabor e aroma superlativos da roça

“Parece que estamos numa fazendinha do interior, bem acolhedora. É um lugar com uma atmosfera aconchegante, que foge totalmente ao padrão de lojas do gênero. Tem comidinhas deliciosas e, melhor ainda, fica perto da minha casa, na Gávea”, saca com efeito a campeoníssima – e carioquérrima – Isabel Salgado. Superlativos que se aplicam também às gostosuras servidas na Da Casa da Táta, numa ruazinha arborizada do bairro, há 19 anos.

“Chego sempre a pé ou de bicicleta. Gosto de ir lá para tomar café da manhã”, relata a primeira grande estrela do vôlei nacional. “Da manhã” é maneira de dizer, pois a casinha de boneca rústica, invariavelmente enfeitada com flores, serve a refeição a qualquer hora. As bebidas quentes (café, cappuccino, chocolate ou chá) jogam no mesmo time de sucos, frutas, cesta de pães, pão de queijo e frios.

Os bolos são de levantar a torcida: os de laranja, banana com aveia, formigueiro, nega maluca e espuma de coco entram em quadra de mãos dadas aos bolinhos de cenoura com nozes, maçã com canela, fubá de arroz e aipim ou milho com coco. E você ainda pode surpreender aquela pessoa especial com o “Café na cama”. É só escolher os itens preferidos que a montagem será entregue, num charmoso bauzinho de palha, no endereço d (x) felizard (x).

As comidinhas incluem minissanduíches de croissant com muçarela de búfala, tomate e manjericão; minitartelete de berinjela com nozes; tortinhas de cebola, curry e passas ou de alho poró; potinho de bacalhau espiritual; e pasta de ricota com rúcula, manteiga e geleia. E tem coisa mais reconfortante que uma sopinha de batata-baroa ao anoitecer?

No almoço, os pratos variam com o dia: picadinho de carne, ovo poché, arroz, farofa, banana grelhada (segunda); arroz de forno com frango e shitake, couve-flor e brócolis no vapor e feijão (terça); carne assada com batata corada, farofa, feijão e arroz ou quibe assado de espinafre com queijo minas, arroz com cebola torrada e feijão (quarta); lasanha de frango ou de espinafre com ricota (quinta); bacalhau espiritual ou galinhada goiana com quiabo refogado e feijão (sexta); e feijão da Táta, abóbora, couve, farofa e arroz (sábado) – todos devidamente acompanhados por salada.

Diariamente, há tortas de farinha integral: frango, alho-poró, cebola com curry e espinafre com gorgonzola. Elas podem ser encomendadas para levar para casa, assim como o bacalhau espiritual. Mas, aviso importante: não esqueça de levar seu próprio pirex. No último set, fondant de chocolate, sorvete de coco queimado, creminho de banana ou ameixa, crumble de banana e marquise de chocolate.

Você pode partir também para o tie-break assistindo aos shows da “Quinta autoral”, projeto musical dedicado aos novos compositores da cidade. Ou ao som de um samba de prima, nas segundas-feiras. “O casal de proprietários, a Táta e o Álvaro, me convidaram para ver a roda. E é claro que eu vou”, garante Isabel. Levantou a bola, a dona vitalícia da camisa 7 da seleção corta!

Da Casa da Táta
Rua Professor Manoel Ferreira, 89 – lojas N e O – Gávea
Tel.: (21) 2511-0947