Embarque rumo à alta coquetelaria e à culinária asiática contemporânea

“Um dos visuais mais deslumbrantes do Rio de Janeiro é o da Marina da Glória. E existe um lugar agradabilíssimo para desfrutá-lo: o Xian, localizado na cobertura do Bossa Nova Mall, no Aeroporto Santos Dumont. A inteligência na arquitetura proporcionou muito requinte ao ambiente, mas sem torná-lo opressivo pelo luxo. Ele tem uma elegância discreta, um toque nova-iorquino e faria bonito em qualquer parte do mundo”, descreve Arlete Salles.

A superatriz pernambucana, radicada no Rio desde a década de 1960, relata: “Já fui lá tomar drinques – como o negroni – com os amigos e, também, comemorar o aniversário do meu filho. E pretendo continuar voltando. Os petiscos, a exemplo do rolinho primavera e do hot phila roll, são ótimos. E há uma série de pratos propícios ao compartilhamento – ideais para a gente comer tudo o que é proibido durante a semana”, brinca Arlete.

Por falar em negroni, a carta de bebidas, à imagem da vista, é de tirar o fôlego. O coquetel de origem italiana que agrada à atriz tem até uma degustação para chamar de sua. O da casa leva gin Bombay Sapphire, campari, Carpano Punt & Mes e Cinzano 1757. O Shaken Sour traz o acento de Martini & Rossi, limão e claras, enquanto o Negroni da Fazenda valoriza o Amázzoni, gin maturado com amêndoa de cacau. Os fãs de espumante podem encomendar o Negroni Sbagliato para curtir o pôr do sol.

A extensa lista de drinques inclui nomes divertidos, como Blonde Marillyn, à base da vodca francesa Grey Goose; Frida Kahlo, mix de Tequila 1800 añejo, expresso, canela, limão cravo e pimenta habanero; e a nossa valente Maria Bonita, com a cachaça Engenho D’Ouro, de Paraty, envelhecida em carvalho. O Aperol Morreu calibra o aperitivo italiano à vodca Grey Goose, espumante, gengibre, bitters e espuma de laranja. E a Receita Errada dá certíssimo, ao dosar gin Bombay, Tio Pepe Jerez Fino e licor Chartreuse.

Afrouxe então os cintos da alma e deixe o modo velocidade máxima somente com os aviões que cruzam a Baía de Guanabara. É o momento da decolagem rumo às interessantes escalas de comes. Projetado como um anfiteatro envidraçado para maximizar o alcance panorâmico, o bar lounge-restaurante viaja pela pluralidade de sabores da Ásia moderna.

As entradas – ou “Enquanto decide” – vão de Batata Xian assada com furikaki e perfume de trufas a ostras crocantes, empanadas com panko e maionese de wasabi e molho tonkatsu. Na ala “Para compartilhar”, como gosta Arlete, figuram o sushi donut (com ovas de massago, salmão e lâminas de pepino) e o satay de frango (marinado em páprica doce ao molho de amendoim). “Para continuar”, sugere o menu, chiang (peixe branco envolto em nori, legumes na wok, cogumelos, maçã e leite de coco) e camarão ao curry. Siga nas alturas a bordo do choux cream, doce tradicional japonês. Tudo, incentiva o cardápio, “para ficar ainda mais feliz”.

Xian
Avenida Almirante Silvio de Noronha, 365 – Centro
Tel.: (21) 2303-7080