Cafeteria prepara blends de grãos especiais na charmosa Vila do Largo

“Eu sempre disse, a título de brincadeira, que meu país é o Largo do Machado. Nasci na calma (Cidade Autônoma do Largo do Machado e Adjacências). E, depois de um pe­ríodo de exílio, foi para cá que voltei, em 2016, para criar meus três filhos da maneira como fui criado – me relacionando com o bairro e com suas pessoas”, relata o músico João Cavalcanti, ex-integrante do grupo de samba Casuarina.

Ele detalha: “Seu Arlindo, por exemplo, rege a Rotisseria Sírio Libaneza desde que me entendo por gente. A Rotisseria, para quem não sabe, é a tal mitológica esfiha do Largo do Machado. Sempre que vou lá, e olha que vou bastante, Seu Arlindo pergunta pelos meus pais, meus irmãos e meus filhos. Sabe mais da minha genealogia do que eu – inclusive que, filho de carioca com pernambucano, gosto do suco sem açúcar, tanto faz se de pinha ou fruta do conde. Quando a pediatra do Martin, meu filho mais novo, disse que ele já podia experimentar ‘um queijinho de minas com pouco sal’, entendi: ‘Vai agora para a Galeria Condor e entope essa criança de esfiha!’.”

Desde 1972, lá é um entre e sai de dar gosto. Só às sextas-feiras, chegam a vender mais de 1.300 esfihas, nas opções carne, frango, queijo e verdura. Os quibes, igualmente com sabores variados, também podem ser pedidos na versão de forno – avulsos ou integrando refeições completas. Uma delas traz abobrinha ou repolho recheado de carne moída, arroz de lentilhas e pasta de grão-de-bico. De sobremesa, experimente o belewa, doce sírio de massa folhada com castanhas.

Filho do compositor recifense Lenine, João prossegue: “Saindo da fronteira de Laranjeiras em direção à do Catete no meu enclave machadiano, há o Café Secreto, outro ponto estratégico da Calma. Incrustado na Vila do Largo, espécie de Little Italy daqui – na Rua Gago Coutinho, 6 –, ele foi inaugurado pouco antes do retorno ao meu país. E é um dos melhores lugares do mundo para se tomar café. Não apenas pela bebida em si, deliciosa e extraída em trocentos métodos diferentes, mas também pelo ambiente – e o atendimento, claro. Em frente ao campanário da Igreja de Nossa Senhora da Glória, o Café Secreto respeita, religiosamente, a diversidade e o amor – e não só pelo café –, reiterando em mim o compromisso de fortalecer o virtuoso e pujante comércio da minha praça-nação.”

O Secreto serve blends especiais. Há cappuccino, carmita (com sabor frutado e aroma floral), macchiato (com leite quente espumante), mocaccino (com chocolate e chantilly) e café gelado com limão. E, ainda, chá de hibisco com laranja e earl grey com leite vaporizado e baunilha. De comestíveis, bolos do dia, queijadinha, cookie de chocolate meio amargo, pistache e flor de sal, torta vegana de cacau, pão de queijo, pão de fermentação natural com manteiga e mel e tartine de tomate assado com queijo da Serra da Canastra no pão sourdough. Não dá vontade de ir voando até o país do João?

Largo do Machado
Entre Laranjeiras e Catete