Igreja na Saúde enfrentou tentativas de invasão francesa no século XVIII

Construída em estilo barroco-jesuítico pelo Padre Francisco da Motta em 1696, a Igreja de São Francisco da Prainha, por ter sido edificada na região marítima onde hoje existe a Praça Mauá, foi palco de várias tentativas de invasão francesa no início do século XVIII; até que, em 1711, as tropas comandadas pelo corsário Jean-François Duclerc ficaram encurraladas entre a capela e um trapiche, onde era armazenado o açúcar que chegava ao porto da cidade. Para forçar a rendição do inimigo, o governador e capitão-geral da Capitania do Rio de Janeiro, Francisco de Castro Morais, ordenou o incêndio tanto da igreja quanto do trapiche, que viraram ruínas.

A paróquia foi reconstruída em 1740, só ganhando nova reforma em 1910, quando adquiriu características góticas em seu interior. Mais recentemente, após permanecer dez anos interditada pela Defesa Civil por problemas de conservação, ela passou por um completo restauro, através da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (CDURP) no âmbito do Porto Maravilha, operação urbanística da Prefeitura para revitalizar a área. E foi entregue nova em folha à população em 2015, com direito à missa solene celebrada pelo arcebispo da cidade, cardeal Dom Orani João Tempesta.

As obras trouxeram de volta a aparência dos últimos anos do século XIX, recuperando o oratório, painéis, altar, púlpitos, confessionários, pinturas que reproduzem imagens de São Francisco de Assis (patrono da igreja), além da escada em caracol trabalhada em ferro. Foram recompostos ainda o lustre, pesando 200 kg e confeccionado em bronze fundido, os azulejos azuis e brancos de origem francesa e toda a estrutura da edificação.

Presidente da CDURP à época da revitalização do espaço, Alberto Silva destaca o valor histórico e a importância de devolver a igreja para os moradores locais. “Além de ter sido personagem de momentos importantes para a cidade e o país, os habitantes do entorno, principalmente os do Morro da Conceição, que ali se casaram e batizaram seus filhos, através de gerações, guardam um carinho especial pela Igreja de São Francisco da Prainha,” explicou.

Igreja de São Francisco da Prainha
Segunda a sexta, 9h às 11h30 e 13h às 16h
Rua Sacadura Cabral, 75 – Saúde
Tel.: (21) 2571-6242