Exposição permanente traz informações sobre as rochas, a fauna e a flora da região

Unidade de conservação ambiental em Vargem Grande, o Parque Estadual da Pedra Branca é considerado uma das maiores florestas urbanas do mundo, com 12.500 hectares de área coberta por vegetação típica da Mata Atlântica — quatro vezes
superior à do Parque Nacional da Tijuca. Abriga o ponto mais alto da cidade, o Pico da Pedra Branca, com 1.024 metros de altitude.

Localizado entre grandes áreas urbanizadas — Recreio dos Bandeirantes, Campo Grande, Guaratiba, Jacarepaguá, Bangu e Marechal Hermes —, o parque presta um valoroso serviço ao povo carioca, ao abastecer as importantes represas do Camorim, Pau da Fome e Engenho Novo. Além disso, oferece diversas opções de trilhas e passeios ecológicos, que podem ser acompanhados por guarda florestal, e visitas guiadas para grupos escolares.

A trilha mais procurada é a que conduz ao Pico da Pedra Branca. Seus 11 km de subida, dependendo do condicionamento físico do praticante, exigem uma caminhada de até três horas de duração. Mas há opções mais leves, como as trilhas Rio Grande, com 800 m de extensão, e para o Açude do Camorim, com cerca de 3 km, frequentada por visitantes de todas as idades. A Trilha Circuito das Águas, igualmente suave, oferece um complexo de atrações, como cachoeiras, açude e represas.

Um inventário da fauna indica que há no mínimo 220 espécies de aves, 79 de mamíferos, 38 de répteis e 12 de anfíbios — várias ameaçadas de extinção, como porco-do-mato, preguiça, tamanduá-de-colete, tucano-de-bico-preto, jiboia e cobra-de-vidro, sem contar os tipos de peixes e invertebrados dentro do parque.

As principais atrações são o aqueduto do século XIX, os recantos da Represa da Figueira e da Represa da Padaria, além de bromélias e árvores características da Mata Atlântica (cedros, jacarandás, jequitibás e ipês). A sede, que ocupa uma casa projetada pelo arquiteto Zanini, abriga a exposição permanente “Da Pedra Branca ao Pau da Fome”, com informações acerca
da composição das rochas, dos animais e da flora da região, além de um minhocário e um bromeliário. Nas cercanias do Núcleo Pau da Fome está o Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea, na Colônia Juliano Moreira.

Parque Estadual da Pedra Branca
Diariamente, das 8h às 17h
Estradado Pau da Fome, 4.003 – Taquara
Tel: (21) 2446-4557