Santuário no Catumbi traz para o Rio um pouco do estilo gótico parisiense

O Santuário Nossa Senhora da Salette sobressai por seu imponente estilo gótico num dos bairros mais antigos da cidade, o Catumbi. A torre pontiaguda e a estrutura da nave fazem com que o olhar dos passantes seja conduzido para o céu. No interior, a beleza desponta nas linhas das colunas, nos arcos em forma de ogiva e na cor dos vitrais – cerca de 90, todos originais, provenientes de Paris. A pedra fundamental foi instalada em 1914, pelo padre Clemente Henrique Moussier, primeiro missionário saletino no Brasil (seu corpo está sepultado em uma urna na entrada do santuário).

A história da igreja remonta à aparição de Nossa Senhora, em La Salette, nos Alpes da França, em 19 de setembro de 1846. A divindade trazia em seu peito uma cruz e, em um braço desta, um martelo e, no outro, um alicate. O martelo representava o pecado dos que pregaram Cristo na cruz, e o alicate, as orações do povo para que, retirando-se os pregos, Jesus fosse aliviado um pouco de suas dores.

A mensagem principal da padroeira do santuário gira em torno da importância da penitência, para que todos busquem se livrar dos pecados mortais. A paróquia é tão querida pelos moradores que vem sendo restaurada, desde 2004, com a ajuda da comunidade.

Santuário Nossa Senhora da Salette
Segunda a sábado, das 7h às 12h
e das 17h às 19h
Rua Catumbi, 78 – Catumbi
Tel.: (21) 2502-1564