Comidinha caseira em ambiente retrô

Na esquina da Rua Conceição com a Rua Júlia Lopes, no Centro do Rio, um achado: o Botequim do Joia. O estabelecimento carrega mais de 100 anos de tradição, tendo sido inaugurado, como Café e Bar Rio Paiva, em 1909. Só passou a ser chamado pelo nome atual a partir da década de 80, quando Seu Joia assumiu o comando do bar do pai. O boteco perdeu seu patriarca
em 2007 e quase foi à falência. Graças a um esforço coletivo, promovido por amigos e fregueses, conseguiu manter as portas abertas.

Adotado como símbolo da boemia carioca, foi eleito, em dezembro de 2011, Patrimônio Imaterial da Cidade do Rio de Janeiro. O negócio hoje é gerenciado pela simpática dona Alayde, viúva do seu Joia, e conta com frequentadores assíduos, que dizem não trocar por nada as delícias caseiras oferecidas por ela, como o frango com quiabo e a deliciosa feijoada.

O menu fica estampado em um quadro negro, bem na entrada do botequim, anunciando as especialidades do dia. Quem aprecia comida caseira e busca preços em conta, vai gostar dos carros-chefes da casa. Entre eles, dobradinha, carré com batata e o famoso paio com caldo de feijão, acompanhado de farofa de ovos e arroz.

O ambiente é rústico e aconchegante, equipado com mesinhas de madeira. Em meio à decoração única, composta por paredes verdes enfeitadas com pôsteres do clube do Botafogo, beldades nuas, filmes nacionais e antigas propagandas de refrigerante, é possível viajar no tempo, contemplando o ambiente retrô do bar e ouvindo as histórias dos fiéis fregueses, ao lado de uma
cerveja bem gelada, servida nos tradicionais copinhos americanos.

Botequim do Joia
Diariamente, de 10h às 2h
Rua Júlia Lopes de Almeida, 26 – Centro
Tel: (21) 2263-0774