Belveder compõe trio de observatórios em reserva da Mata Atlântica

Já dizia a marchinha de Carnaval que, com seus encantos mil, a Cidade Maravilhosa a todos seduz. Um desses locais que cativa qualquer pessoa é o Mirante de Grumari, na Zona Oeste, de onde se avista a imensidão azul do litoral carioca. Em meio a uma das últimas reservas naturais remanescentes da Mata Atlântica, o espaço, com 200 m2 e oito vagas de estacionamento, foi inaugurado pela Prefeitura em 2012.

Ele, junto aos Mirantes do Roncador (logo na subida entre a praia do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes, e a Prainha) e do Caeté (alcançável através de uma trilha de 30 minutos dentro do Parque Natural da Prainha), forma o trio de observatórios na reserva. O passeio, portanto, merece ser feito com calma, para que se possa apreciar detalhadamente toda a beleza revelada por cada um.

E, para completar o dia, recomenda-se sentar nos quiosques à beira-mar e beber uma refrescante água de coco. Outra opção, se o caso for recarregar as baterias com maior sustância, é o restaurante Point de Grumari, a apenas 100 metros do miradouro. Decorado com obras de arte, o estabelecimento une a maravilhosa vista da Restinga de Marambaia a um cardápio especializado em frutos do mar, entre pastel de camarão, casquinha de siri, crustáceos grelhados, moquecas de lagosta, peixes da temporada e salada mediterrânea.

Para aproveitar tranquilamente o programa, vale ter em mente que, no verão, a região é bem movimentada. Por isso, muitas vezes, a entrada na rota que leva a essas atrações fica bloqueada quando se atinge o número total de vagas de carros ocupadas. Não há circulação de ônibus. Assim, aconselha-se chegar bem cedo ou no fim da tarde ao local. Em tempo: de origem indígena, a palavra grumari significa uma espécie de cássia, vegetação que floresce nas serras que rodeiam o mar, entre janeiro e março. É o que informa um letreiro, em granito polido, no Mirante.

Mirante de Grumari
Alto da Estrada do Grumari, s/n – Grumari