No Méier, codorna vira estrela em bar com churrasqueira na calçada

“Quem é do Méier não bobéier.” O dito popular, que se tornou símbolo do estilo de vida dos moradores do tradicional bairro da Zona Norte, vale também quando o assunto gira em torno da boa mesa. Além do polo gastronômico instalado na Rua Galdino Pimentel, o Bar Maciel reina absoluto na Dias da Cruz – via principal do bairro, onde artistas brasileiros e estrangeiros dividem o palco da casa de shows Imperator.

Conhecido também como Bar do Feio, em referência carinhosa ao dono, Sebastião Barrozo de Souza, o boteco ao ar livre não pode ser mais informal. Com a vantagem de não deixar nada a desejar em relação aos agitados estabelecimentos que viraram points na região. De uma churrasqueira na calçada, saem as suculentas codornas tostadas na brasa – especialidade que faz a alegria dos frequentadores, muitos vindos de longe para apreciar a iguaria.

Com cuidado, Feio dispõe as avezinhas em uma caixa de prateleiras de metal instalada na beira da rua, usando uma pistola de ar quente para manter as brasas acesas. Ninguém ao redor parece se importar com esse arranjo, pois as bichinhas são incrivelmente saborosas. O proprietário atribui esse sucesso ao molho, feito à base de vinho e de uma combinação de ervas, cujo segredo, naturalmente, ele não revela a ninguém.

Hoje, Feio e sua equipe assam mais de mil codornas todos os sábados e domingos, quando acontece a maioria das vendas, para a multidão de famintos que lotam o bar. A freguesia fiel se deleita também com tentadoras linguiças de pernil, ripas de costela de porco, galetos, espetinhos de coração, queijo coalho e pão de alho.

Bar do Feio
De segunda a domingo, das 10h à meia-noite
Rua Dias da Cruz, 906 – Méier
Tel.: (21) 3256-6970