Caminhe pelo Rio na rota de Clarice Lispector

Nascida na Ucrânia, país da Europa Oriental, Clarice Lispector adotou o Rio de Janeiro como lar, imortalizando em palavras lugares como o parque do Jardim Botânico, ilustrado com riqueza de detalhes na crônica “Amor”. Essa e outras histórias estão presentes no passeio O Rio de Clarice, que aborda a relação da escritora com a cidade.

Flexíveis, os roteiros do projeto podem ser realizados de ônibus ou a pé. A versão completa abrange sete caminhos que foram marcos na vida da autora. A primeira parada é na Tijuca, bairro onde residiu logo quando chegou ao Rio, em 1937, seguido pelo Centro, em que cursou a faculdade de Direito, além de trabalhar como jornalista no vespertino “A Noite”, que acabou rebatizando o tradicional Edifício Joseph Gire, na Praça Mauá. O trajeto segue pelo Catete (a vila na qual morou, na Rua Silveira Martins, existe até hoje), Botafogo (ela estudou no Colégio Andrews) e Cosme Velho – era frequentadora assídua do Largo do Boticário. O ponto final é o Leme, onde passou seus últimos anos de vida.

A programação foi idealizada por Teresa Montero, que lida com o universo de Clarice há quase três décadas. Ela escreveu uma biografia sobre a autora, lançada em 1999 pela editora Rocco, e organiza diversas obras de seu catálogo. A ideia veio de uma visita a Itabira (MG), onde existem os Caminhos Drummondianos, que contam a história do poeta Carlos Drummond de Andrade e sua relação com a cidade natal.

Lá se vão 10 anos desde que o projeto saiu do papel, trazendo mais duas conquistas para os cariocas. A primeira em 2012, com a inauguração do Espaço Clarice Lispector, às margens do Lago Frei Leandro, no Jardim Botânico. São bancos em cujo encosto foram gravados trechos da escritora sobre o parque, como se estivessem datilografados.

A segunda conquista veio pela instalação de uma estátua de Clarice junto a seu cão Ulisses, inaugurada em 2016 no Leme, onde morou, na Rua Gustavo Sampaio. Teresa relata que essas sinalizações reforçam a missão do projeto. “A estátua faz sucesso, muitas pessoas vão tirar selfies e acabam descobrindo um pouco mais da relação de Clarice com a cidade. É como se, de certa forma, ela tivesse voltado ao bairro que tanto amava”.

O Rio de Clarice
Informações: www.oriodeclaricelispector.com.br
oriodeclarice@gmail.com