Um Centro Cultural Brasil-Austrália na boêmia da Lapa

Em uma rua pouco movimentada da Lapa, o TribOz reúne nomes do jazz de todo o mundo em um clima intimista, onde reina a política do silêncio durante as apresentações, fielmente respeitada pelos frequentadores. O sonzaço abarca ainda Bossa Nova e música experimental. Também conhecida como Centro Cultural Brasil-Austrália, a casa brotou da mente criativa de Mike Ryan, etnomusicólogo nascido na terra dos cangurus e pesquisador apaixonado da MPB.

A decoração do espaço exibe máscaras tribais, instrumentos e ícones da cultura indígena, australiana, africana e brasileira, compondo um caldeirão de referências que vem dando certo há uma década. Já se apresentaram em seu palco grandes nomes como Hermeto Paschoal, João Carlos Assis Brasil e até o lendário trombonista norte-americano Luis Bonilla, entre feras dos quatro cantos do mundo.

A programação de shows muda a cada semana e é anunciada no site oficial e nas redes sociais da casa, que organiza também o projeto Novas Expressões Brasileiras, uma das frentes de incentivo à nova geração de compositores e músicos, para apresentarem seus trabalhos originais e experimentações de improvisação. São, ainda, oferecidos cursos de idiomas e workshops de música, com instrumentistas renomados, e aulas de etnomusicologia, ministrada pelo próprio Mike Ryan.

O casarão antigo que abriga as jam sessions passou por cinco anos de reformas, dentro dos regulamentos rigorosos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A fachada foi preservada e o restante reconstruído, a partir de uma mistura de componentes da edificação original e elementos contemporâneos em aço inoxidável. Tudo para receber o público com o maior conforto na área de 220 m2, que tem capacidade para 70 pessoas em mesas distribuídas nos dois pisos.

TribOz
Quintas e sextas, das 18h30 à 1h;
sábado, das 21h à 1h
Rua Conde de Lages, 19 – Centro
Tel.: (21) 2210-0366